MENU

Poema

James H. Cousins - The Wings of Love

I WILL row my boat on Muckross Lake when the grey of the dove
Comes down at the end of the day; and a quiet like prayer
Grows soft in your eyes, and among your fluttering hair
The red of the sun is mixed with the red of your cheek.


James H. Cousins - The Wings of Love - Poema

I WILL row my boat on Muckross Lake when the grey of the dove
Comes down at the end of the day; and a quiet like prayer
Grows soft in your eyes, and among your fluttering hair
The red of the sun is mixed with the red of your cheek.
I will row you, O boat of my heart! till our mouths have forgotten to speak
In the silence of love, broken only by trout that spring
And are gone, like a fairy’s finger that casts a ring
With the luck of the world for the hand that can hold it fast.
I will rest on my oars, my eyes on your eyes, till our thoughts have passed
From the lake and the sky and the rings of the jumping fish;
Till our ears are filled from the reeds with a sudden swish,
And a sound like the beating of flails in the time of corn.
We shall hold our breath while a wonderful thing is born
From the songs that were chanted by bards in the days gone by;
For a wild white swan shall be leaving the lake for the sky,
With the curve of her neck stretched out in a silver spear.
Oh! then when the creak of her wings shall have brought her near,
We shall hear again a swish, and a beating of flails,
And a creaking of oars, and a sound like the wind in sails,




As the mate of her heart shall follow her into the air.
O wings of my soul! we shall think of Angus and Caer,
And Etain and Midir, that were changed into wild white swans
To fly round the ring of the heavens, through the dusks and the dawns,
Unseen by all but true lovers, till judgment day,
Because they had loved for love only. O love! I will say,
For a woman and man with eternity ringing them round,
And the heavens above and below them, a poor thing it is to be bound
To four low walls that will spill like a pedlar’s pack,
And a quilt that will run into holes, and a churn that will dry and crack.
Oh! better than these, a dream in the night, or our heart’s mute prayer
That O’Donoghue, the enchanted man, should pass between water and air,
And say, I will change them each to a wild white swan,
Like the lovers Angus and Midir, and their loved ones, Caer and Etain,
Because they have loved for love only, and have searched through the shadows of things
For the Heart of all hearts, through the fire of love, and the wine of love, and the wings.


James H. Cousins - The Wings of Love - Poema - Tradução em Português

Eu vou remar meu barco no Lago Muckross quando o cinza da pomba
Vem no final do dia; e uma calma como a oração
Cresce suavemente em seus olhos e entre seus cabelos esvoaçantes




O vermelho do sol é misturado com o vermelho da sua bochecha.
Eu vou enfileirar você, ó barco do meu coração! até que nossas bocas se esqueceram de falar
No silêncio do amor, quebrado apenas pela truta naquela primavera
E se foram, como o dedo de uma fada que lança um anel
Com a sorte do mundo para a mão que pode segurar rápido.
Eu vou descansar em meus remos, meus olhos em seus olhos, até que nossos pensamentos passem
Do lago e do céu e dos anéis do peixe saltador;
Até que nossos ouvidos sejam enchidos dos juncos com um súbito farfalhar,
E um som como o bater de mangueiras no tempo do milho.
Vamos prender a respiração enquanto nasce uma coisa maravilhosa
Das canções que foram cantadas por bardos nos dias passados;
Pois um cisne branco selvagem estará deixando o lago para o céu,
Com a curva do pescoço esticada em uma lança de prata.
Oh! então quando o rangido de suas asas a trouxerem perto,
Nós ouviremos novamente um swish, e uma batida de flails,
E um rangido de remos e um som como o vento nas velas
Como o companheiro de seu coração deve segui-la no ar.
Ó asas da minha alma! vamos pensar em Angus e Caer,
E Etain e Midir, que foram transformados em cisnes brancos selvagens
Para voar em volta do anel dos céus, através dos dusks e dos amanhecer,




Invisível por todos, mas verdadeiros amantes, até o dia do julgamento,
Porque eles tinham amado apenas por amor. O amor! Eu vou dizer,
Para uma mulher e um homem com a eternidade tocando-os,
E os céus acima e abaixo deles, uma coisa pobre, é ser amarrado
Para quatro paredes baixas que derramarão como um pacote de mascate,
E uma colcha que vai ficar em buracos, e uma rotatividade que vai secar e rachar.
Oh! melhor do que estes, um sonho durante a noite, ou a oração muda do nosso coração
Que O'Donoghue, o homem encantado, deveria passar entre a água e o ar,
E digo, eu vou mudá-los para um cisne branco selvagem
Como os amantes Angus e Midir, e seus entes queridos, Caer e Etain,
Porque eles amaram apenas por amor e procuraram através das sombras das coisas
Para o coração de todos os corações, através do fogo do amor, e do vinho do amor e das asas.



More by SANDERLEY

TRENDS - SONG LYRICS
Radar by Sanderlei
Everything in the musical world / Tudo que rola no mundo musical / ทุกอย่างในโลกดนตรี / Все в музыкальном мире / 音楽界のすべて.

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira